O iPod produzido pela Apple revolucionou a forma como as pessoas consomem música, o aparelho completou 20 anos no último sábado. O dispositivo, no entanto, com o passar do tempo foi perdendo a popularidade para os smartphones que dominaram o mercado trazendo diversas novas funcionalidades.

Mas o iPod ainda está entre nós! É possível encontrá-lo por preços que variam entre R$ 1.699 e R$ 3.299 na loja da Apple. Lançado em 2001, o dispositivo transformou completamente a maneira como as pessoas escutam música, que até então era muita centrada em mídias físicas. O iPod Classic, com seus 5GB de armazenamento interno e capacidade para até 1.000 músicas, somado a popularização da tecnologia MP3, algoritmo de compressão de arquivos de áudio responsável por facilitando o armazenamento, possibilitou que seus usuários pudessem curtir suas músicas favoritas em qualquer lugar, dispensando a necessidade de estar conectado a um computador pessoal para reproduzir os arquivos digitais.

É importante ressaltar que o iPod foi lançado em um período em que não havia serviços de streaming de música consolidados como hoje, em 2001 Spotify, Deezer ou iTunes eram uma realidade distante. Por conta desse cenário, o sucesso do aparelho da Apple foi alavancado pela pirataria digital. Mas não foi só isso, o iPod tem diversos méritos e vantagens se comparado a tocadores da época, como Discman, que hoje soa até um pouco pré-histórico, e reprodutores de mp3 alimentados por pilhas.

Neste período o iTunes começou a ser desenvolvido e chegou ao mercado como um software que permitia o gerenciamento de faixas de CD. Com o tempo se tornou um serviço de assinatura que rende até hoje uma boa receita para a Apple, principalmente no mercado americano.

O iPod foi tão importante para a Apple quanto o iPhone é hoje. Graças ao investimento no desenvolvimento do software para o tocador, a empresa fundada por Steve Jobs pôde desenvolver o iPhone, que hoje é seu produto mais popular.

No aniversário de 20 anos do iPod, o blog Panic divulgou imagens raríssimas do primeiro protótipo do dispositivo que mostram um aparelho bem grande em comparação com o que conhecemos hoje. A primeira concepção do que seria o tocador é do tamanho de um MacBook, e com toda certeza chamaria muita atenção.

Assine a newsletter do Gizmodo